Diversidade nas equipes: Você encara ou se esquiva dessa realidade?

Diversidade é a palavra da vez. Mas, Sejamos honestos: é muito mais simples conviver com pessoas parecidas conosco. Aqueles que têm características e pensamentos semelhantes nos deixam confortáveis e, de certa forma, confirmam nossas certezas. O problema é que essa predisposição ao igual pode nortear, inconscientemente, as contratações de uma empresa. Entre outras consequências, essa falta de diversidade bloqueia o alto desempenho dos times de trabalho e afeta negativamente os resultados organizacionais.

Um relatório divulgado pela McKinsey em 2015 chegou à conclusão de que “times diversificados são mais ‘inteligentes’”. A pesquisa, que investigou companhias públicas com destacada diversidade étnica e racial na gerência descobriu que elas um retorno financeiro 35% maior. As que tinham diversidade de gêneros obtinham resultados superiores em 15%.

Mas nós sabemos que, quando se fala em diversidade de times, é preciso ir além de questões tão óbvias quanto etnias, raças e gêneros.  No dia a dia, é necessário aprender a enxergar e valorizar aquilo que não é visível, como habilidades, personalidades, estilo de trabalho, opiniões e forças distintas. 

De acordo com a McKinsey, empresas com equipes executivas com mais diversidade cultural e étnica têm 35% mais chances de obter lucros acima da média.

Quer saber como a diversidade dessas características influenciam a performance dos times? Então,  vamos desvendar esse tema e mostrar como ele deve permear os processos de recrutamento, seleção e gestão de pessoas. Finalmente, falaremos sobre o ingrediente que transforma indivíduos diferentes em um verdadeiro time. 

A importância da diversidade para o alto desempenho de times

Dentro de uma organização, diferentes tarefas exigem habilidades e talentos distintos. Se deixarmos de pensar no macro (a empresa) e focarmos no micro (um único time), essa diversidade também é necessária.

A concretização de um único projeto perpassa por etapas diferentes. Algumas delas requerem pensamento estratégico. Em outras, é preciso ter criatividade para abordar os problemas a partir de novas perspectivas e criar soluções inovadoras.

Temos ainda a capacidade de organização, que é extremamente importante. Ela é necessária para a condução das etapas do projeto. Além disso, nem sempre as pessoas que têm grandes ideias demonstram a mesma capacidade de executá-las e prestar atenção aos detalhes.

Se a necessidade dessas habilidades é uma realidade, outra verdade que não podemos ignorar é que uma única pessoa dificilmente terá todas essas características totalmente desenvolvidas. Portanto, um time capaz de realizar qualquer tarefa é aquele composto por membros diferentes, que complementam uns aos outros com seus talentos distintos.

Os times de alta performance ou desempenho são aqueles que compreendem que indivíduos diferentes são capazes de trazer um conjunto único de habilidades, interesses, traços e perspectivas. Em vez de ameaçar um modus operandi pré-definido, essa diversidade permite que os membros complementem uns aos outros, servindo como apoio.

Além dessas habilidades complementares, times diversificados agregam outras vantagens competitivas. Quando temos origens distintas (etnias, religiões e gêneros, por exemplo), esses membros conhecem a cultura e a perspectiva desses grupos.

Isso significa que a empresa se torna capaz de identificar necessidades e visões diferentes que existem no mercado. Dessa forma, ela pode orientar suas ações para desenvolver produtos ou serviços compatíveis com elas.

Personalidades distintas também são importantes para adicionar perspectivas diferentes. Um projeto pode falhar quando todos os membros do grupo enxergam apenas suas qualidades. Uma visão diferenciada pode identificar problemas e corrigi-los a tempo de salvá-lo.

Também é importante que os times combinem pessoas de várias gerações. Cada uma delas têm pontos fortes relevantes, tornando a visão do grupo mais completa e promovendo o aprendizado de todos os envolvidos.

Desafios da diversidade que ameaçam o alto desempenho

Porém, conviver com os diferentes tem seus desafios. Pontos de vista distintos geram conflitos que, se não forem administrados, tornam-se um empecilho à produtividade e à performance. Esse é um fato facilmente observado nas organizações.

Em muitos times, observa-se uma realidade: a princípio, as pessoas parecem concordar umas com as outras. Elas afirmam que compartilham de uma visão e estão dispostas a unir esforços para alcançar os objetivos propostos.

No entanto, conforme se passam os dias, percebe-se que elas, de fato, têm uma imagem diferente do significado de esforço e sucesso. Essas divergências começam a provocar desgastes que podem resultar em conflitos e acusações.

É papel da liderança intervir nessas questões e mediar esses conflitos. O líder pode ser ainda mais sábio e preveni-los, fazendo um trabalho de base cada vez que um novo time de trabalho é formado dentro da empresa.

Esse trabalho de base consiste na conscientização da necessidade de diversidade. Cabe a ele fazer justamente isso: mostrar aos membros do time que cada pessoa que está ali foi escolhida porque tem uma contribuição fundamental a oferecer.

À medida que ele destaca a importância dessas habilidades e até mesmo de perfis comportamentais, ele deve deixar claro que nenhum ser humano é diferente apenas nos aspectos que desejamos. Somos inteiros, o que significa que tempos perspectivas distintas.

Portanto, trabalhar com essas características distintas — organização, criatividade, orientação para detalhes, entre outras — revelará essas diferenças. Cada um precisa desenvolver a maturidade necessária para entender que não há “uma única maneira”, mas várias possibilidades que permitem explorar ao máximo as forças de cada membro da equipe.

Como a busca pela diversidade deve nortear a seleção de candidatos

Já falamos em outro post que a formação de times de alta performance depende de duas ações: captação e liderança. Portanto, embora a gestão de pessoas seja essencial para resultados extraordinários, ela depende muito dos talentos e competências que compõem as equipes.

Por isso, a busca por times de alta performance começa com a preocupação em encontrar as pessoas certas. A questão é que, muitas vezes, a definição do perfil ideal do candidato anda dissociada da compreensão das forças e fraquezas do time no qual ele será inserido.

Quando a organização analisa o trabalho sob uma perspectiva individualizada, a descrição da vaga e o perfil profissional são uma boa base para a contratação.

No entanto, quando o que a empresa deseja formar times de alta performance, isso já não é suficiente. O indivíduo já não deve ser analisado apenas do ponto de vista de seu conhecimento técnico e habilidades para desempenhar seu próprio papel.

A valorização da coletividade coloca o indivíduo dentro de um sistema complexo. Isso significa que, antes de definir os requisitos necessários para a contratação, os gestores precisam avaliar as características e o desempenho da equipe.

É importante que eles avaliem de forma clara e objetiva quais são os talentos necessários para  a equipe específica. A partir deste ponto, poderão identificar as características ideais para complementar as forças da equipe, bem como o perfil comportamental adequado para que o individuo se encaixe perfeitamente nesse cenário.

O fator de convergência que transforma a diversidade em unidade

Mas qual é o fator que pode levar pessoas tão diferentes à convergência? Como elas podem integrar todas essas habilidades e características para produzirem um resultado único e extraordinário?

A resposta a essa pergunta é começa pela coesão cultural. Cultura e diversidade devem seguir lado a lado no ambiente de trabalho. O propósito da organização e as regras estabelecidas devem criar um ambiente em que todos se sintam confortáveis apesar das diferenças, visto que suas ações serão alinhadas de acordo com um único objetivo.

Quando as pessoas trabalham alinhadas a uma visão compartilhada e valores estabelecidos, o time aprende a usar as diferenças em seu próprio benefício. Eles removem as distrações iniciais causadas por essa diversidade e constroem um sistema de interação funcional e efetivo.

Se a companhia não tem uma cultura sólida, realmente a diversidade se torna um problema. Aqueles que são considerados diferentes podem se sentir incompreendidos e incompatíveis com aquela estrutura, o que dificulta sua produtividade e retenção.

Uma cultura organizacional forte minimiza essas diferenças. O colaborador sabe que todas as pessoas e habilidades são valorizadas porque contribuem com a concretização dos objetivos estratégicos da companhia e que eventuais conflitos serão resolvidos com base em valores que todos ali reconhecem.

Voltando ao processo seletivo, a contratação deve acontecer por meio de um balanço equilibrado entre diversidade e fit cultural. Ao identificar o candidato alinhado à missão e aos valores da companhia, aumentam as chances de que ele se sinta pertencente ao grupo e tenha uma experiência positiva e produtiva.

E o seu time de trabalho, existe diversidade ou ele é composto por um grupo homogêneo? Deseja saber mais sobre como trabalhar melhor a diversidade em sua empresa ou equipe? Conheça a Formação HR Strategy Academy.

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio

[email protected]/[email protected]

Referências bibliográficas:

https://www.forbes.com/sites/forbescoachescouncil/2016/10/14/13-characteristics-of-a-high-performing-team-and-how-leaders-can-foster-them/#67a8c639394a

http://starboardthinking.com/leadership-diversity-high-performing-teams/?doing_wp_cron=1527253584.1252789497375488281250

http://www.theperformancecurve.com/high-performance-teams-leveraging-diversity-to-create-effective-team-dynamics/

https://www.inc.com/sonia-thompson/follow-these-5-steps-to-build-a-high-performing-inclusive-team-even-if-youve-struggled-in-past.html

http://highperformanceteams.org/Hpt_dop.htm

https://hbr.org/2016/11/why-diverse-teams-are-smarter

https://blog.cultureamp.com/culture-fit-and-diversity

https://blog.clearcompany.com/how-to-balance-cultural-fit-with-diversity

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *