Coaching Coaching de Times ou Coaching em Grupos?

O coaching de times é bem mais desafiador do que o coaching em grupos e individual. Mas, antes de explicar as diferenças, é importante entender sobre o coaching dentro das companhias.

 A abordagem de coaching

O coaching é um processo para potencializar os negócios  a partir de uma abordagem inteligente e estratégica para alcançar objetivos a curto prazo, médio e longo prazos. Tudo isso é feito  a partir do desenvolvimento individual ou na coletividade.  

Investir em coaching significa recorrer a profissionais certificados e com experiência prática comprovada, que oferecem um novo olhar e que geram insights valiosos para os executivos, times e negócio. 

É um processo que aumenta o desempenho de indivíduos, times e empresas. Questiona o status quo, amplia a consciência e faz com que o indivíduo e times assumam a responsabilidade e sejam protagonistas da mudança requerida pela organização.

Na prática, um estudo da Integrity Solutions e Sales Management Association, de 2017, indica que empresas de alta performance obtiveram aumento de 20% nas vendas desenvolvendo competências humanas através de processos de coaching.

O trabalho de coaching é realizado em diferentes modalidades com características, vantagens e aplicação específicas. Cada uma desenvolve profissionais, líderes, executivos em comportamentos e habilidades diversas; com objetivo de  melhorar os  resultados, mas por caminhos diferentes.

Neste artigo, você terá a clareza conceitual e exemplos práticos de duas formas de coaching voltadas para a coletividade: o coaching de grupos e o coaching de times. Conheça o que elas têm em comum, as diferenças e as vantagens de cada abordagem.

Similaridades do coaching em grupo e times

As  aplicações de coaching de times e o de grupos, têm algumas similaridades. E talvez, por isso,  muitos  profissionais confundem e tratam como se fossem iguais, mas a aplicação,objetivos e condução de cada abordagem são bem diferentes. Conheça as similaridades:

1. São dois fortes instrumentos do desenvolvimento organizacional.

2. O coaching de grupos e o coaching de times focalizam o desenvolvimento humano através da coletividade.

3. Têm um papel importante no desenvolvimento da cultura de lideranças das empresas e, de forma geral, na formação de melhores líderes.

Com tanto em comum, as duas formas de aplicar o coaching em grupos de profissionais podem ser facilmente confundidas. Por isso, vamos explorar então suas particularidades e diferenças.

Diferenças entre grupos e times

Antes de explicarmos as diferenças entre coaching em grupo e coaching de times, é pertinente entendermos que grupos e times são palavras com conceitos bem diferentes.

O grupo é um conjunto de pessoas com objetivos individuais específicos, onde o interesse pessoal prevalece sobre a vontade do grupo. Enquanto o time, é um conjunto de pessoas que compartilham objetivos, valores, propósito e regras comuns, onde interesse coletivo sobrepõe-se aos desejos e interesses individuais. Entendido esses conceitos, fica mais fácil diferenciar o coaching em grupo do coaching de times, que abordaremos no próximo tópico.

Coaching em grupos versus coaching de times

Mesmo que as duas abordagens de coaching em equipe tenham muito em comum, cada uma tem seu próprio foco e resulta em vantagens diferentes para as empresas. Confira a ideia por trás do coaching em grupos e do coaching de times e aprenda como elas trazem melhores resultados para as organizações.

Coaching em grupos

O trabalho de coaching em grupos começa essencialmente com um conjunto de pessoas que têm objetivos similares e que possuam ou não relações de trabalho entre si. O framework de trabalho deve ser de natureza similar, senão perde-se a lógica do trabalho.

A ênfase do trabalho do coaching em grupos, porém, é dada para para as questões individuais de cada membro do grupo. Utiliza-se métodos de coaching que estimulam individualmente as características dos membros do grupo, o objetivo esperado é  cada pessoa atingir as suas metas individuais.

Os objetivos do coaching em grupo nas companhias, resumidamente, são:

  • Desenvolver individualmente os membros do grupo, trabalhando na coletividade  em torno de questões, habilidades, desafios  comuns de trabalho;
  • Desenvolver grupos de líderes
  • Efetivar e potencializar o papel dos líderes, após cursos e programas de liderança
  • Alinhar linguagem e objetivos das lideranças ou de grupos de diversidade, em busca de melhores resultados

Os benefícios dessa abordagem de coaching é que, enquanto o potencial de cada membro é trabalhado no processo coletivo, há troca de experiências, melhores práticas, facilita as relações interpessoais.

Na prática, alguns exemplos de como o coaching de grupo pode ser utilizado:

  • Desenvolvimento do grupo de lideranças femininas da empresa, com o objetivo comum de empoderar e promover maior igualdade entre sexos no âmbito dos líderes e da empresa como um todo;
  • Sessões de coaching com os líderes para discutir, aprimorar e simular o processo de feedback contínuo da empresa;
  • Garantir que treinamentos realizados sejam transferidos para a prática 

Coaching de times

O foco do coaching de times está no estabelecimento e alcance do objetivo, valores, propósito comum e compartilhado dos membros de um time.

No coaching de times, cada indivíduo também se desenvolve individualmente, mas esse objetivo passa a ser secundário e concomitante ao desenvolvimento do time. Partindo do pressuposto que o time trabalha junto e com o mesmo objetivo, a meta é torna-lo uma equipe mais coesa e  alinhada. O coaching de times  identifica os padrões de comportamento no time, ajusta e potencializa para que a equipe funcione em alta performance e obtenha resultados superiores.

Os objetivos do coaching de times são:

  • Criar um propósito comum compartilhado;
  • Criar padrões de comportamento e ação compartilhados pelo time e que tragam  resultados diferenciadores;
  • Posicionar os membros dentro do time de forma que a equipe funcione totalmente alinhada;
  • Manter o bom funcionamento do time, sempre orientado para um objetivo comum.

Já em relação à aplicação do método de coaching de times, alguns exemplos práticos poderiam ser:

  • Desdobrar e implementar estratégias globais dentro de cada unidade de negócio com seus respectivos times
  • O time comercial precisa aumentar as vendas
  • A alta gestão precisa conduzir uma mudança organizacional e para isso os diretores precisam alinhar comportamentos, criar uma coesão e confiança entre si para atingir a nova e desafiadora visão  da companhia. 
  • Uma equipe da área industrial precisa reestabelecer a confiança e o relacionamento interpessoal positivo entre os membros do time
  • Uma nova liderança ingressa no time e precisa facilitar e acelerar  o processo de conhecimento, adaptação  e performance do time.
  • Criar sinergia e alinhamento, redução de conflitos, entre outros. 

O que fazer?

Sabendo da aplicação e das vantagens de cada método de coaching  resta encontrar o melhor caminho para cada empresa de acordo com os objetivos do negócio.

Em suma, o coaching em grupos reúne profissionais com interesses e necessidades comuns, e que trabalham objetivos individualmente. Enquanto o coaching de times é totalmente orientado pelo propósito, objetivo, valores comuns e compartilhados pela equipe. O objetivo é aumentar o resultado da equipe e consequentemente melhorar os indicadores da companhia.

Deseja conhecer mais como funciona o coaching de times ou coaching de grupos? Contate-nos. Não deixe também de acompanhar no nosso blog os artigos sobre coaching, empreendedorismo e liderança!

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio

Global Coaching Study

https://erickson.edu/blog/team-coaching-vs-group-coaching

https://www.businesswire.com/news/home/20180110005803/en/Coaching-Drive-Sales-Excellence-%E2%80%93-New-Research

https://www.businesswire.com/news/home/20180110005803/en/Coaching-Drive-Sales-Excellence-%E2%80%93-New-Research

Compartilhe essa postagem:
Comentários

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!