O que são assessments e como fazem parte do novo RH?

Os assessments são instrumentos valiosos que fazem parte da realidade do novo RH — otimizado, com um posicionamento, cada vez mais, inovador e estratégico.

Em um contexto corporativo, qualquer ação de sucesso precede um entendimento da situação atual, não concorda? Isso torna possível a reavaliação do status quo. Aperfeiçoar o que já está dando certo e alterar, a tempo, tudo o que não gera bons resultados.

Se você desconhece como diferenciar e para que serve os diversos tipos de assessments, não se preocupe: é justamente sobre eles que falaremos neste artigo. A seguir, entenda mais sobre esse conceito e por que eles são fundamentais para o bom funcionamento de um negócio!

O que são assessments?

Os assessments correspondem a uma poderosa ferramenta de diagnóstico. Evitamos traduzir a palavra assessment como avaliação porque, na maioria das vezes, não é uma avaliação. É um levantamento onde identificamos aspectos positivos e aspectos de melhoria. Corporativamente falando, cada assessment tem objetivos diferentes.

Alguns identificam tendências comportamentais — por meio do autoconhecimento e da análise geral sobre o ser e o agir do indivíduo —, outros grau de aderência ao cargo, pontos mais e menos fortes do perfil do colaborador, necessidades de capacitação, recolocação ou promoção, entre outros aspectos. Há também assessments específicos que levantam a situação da organização, cultura, clima, engajamento.

O setor de Recursos Humanos (RH), geralmente, utiliza esse recurso para, dentre as ações mencionadas acima, identificar questões, externas e internas, que afetam à organização e colaboradores, determinando se esses fatores estão sendo tratados de forma estratégica, para ajudar a empresa a atingir suas metas.

A própria organização, também, pode ser avaliada por meio dos assessments, que ajudam-na a compreender se está ou não executando ações acertadas.

A partir de todos os dados coletados, é possível a organização enxergar sua situação real e conduzir as ações da melhor forma possível para realizar a estratégia traçada ou até mesmo reavaliar a estratégia.

 

Quais são os principais tipos de assessments?

 

Tendência comportamental

São assessments que identificam a tendência comportamental do indivíduo. Por exemplo, se o profissional tem uma tendência voltada a pessoas ou resultados, se é ágil ou cadenciado, se tem um perfil mais introvertido ou extrovertido, entre outras características. Isso permite que a empresa, por meio da atuação do RH, avalie se um colaborador está alinhado aos comportamentos exigidos do cargo que ocupa ou poderá ocupar algum dia.

Conhecendo os principais traços de seu perfil, é possível entender se o colaborador está apto a lidar com os níveis de exigência, tolerância e adaptabilidade de uma função, por exemplo. Para os profissionais já contratados, por sua vez, esses testes permitem a identificação de seus pontos fortes e fracos — e os resultados analisados são utilizados para que cada um deles seja orientado no desenvolvimento de sua carreira dentro da organização.

Competência

Para a divulgar uma oportunidade, o setor de RH utiliza de uma job description efetiva, listando, claramente, as exigências para aquela posição (como: as competências e qualificações desejadas). Dessa forma, os colaboradores contratados entendem quais são os conhecimentos necessários para desempenhar seus trabalhos.

Logo, para avaliar o desempenho dos colaboradores, são utilizados os assessments de competências. Esses assessments, geralmente, incluem avaliações específicas de conhecimento e/ou avaliações de percepção da entrega – evidência de determinadas competências no dia a dia na organização.  O objetivo é, além de identificar o o quanto a pessoa sabe,  aferir o quanto aplica o conhecimento para gerar resultados na companhia.

Outra prática comum nesse contexto é que a empresa promova a aquisição de certificações internas pelos funcionários, para que eles cresçam em suas carreiras.

Satisfação

Compreender o nível de satisfação dos colaboradores com a empresa e o trabalho desenvolvido é algo fundamental para a obtenção de bons resultados, para que os níveis de produtividade se mantenham altos e para que o ambiente corporativo seja harmônico e propício à execução das funções. Dessa forma, os assessments de satisfação, também realizados por meio pesquisas, ajudam a organização a entender como está a sua imagem perante os times, permitindo a validação de ações futuras.

Geralmente a pesquisa considera, entre outras aspectos, questões referentes a:

  • Lideranças
  • Comunicação
  • Objetivos e metas
  • Propósito
  • oportunidades de desenvolvimento e crescimento;
  • remuneração;
  • benefícios, entre outros.

Se o resultado da pesquisa apontar baixos níveis de satisfação, será necessário identificar as causas-raiz e criar um plano de ação consistente.

 

Engajamento

Os assessments de engajamento medem o quanto as pessoas dedicam energia e esforço para o êxito de suas organizações. É importante ressaltar a distinção entre assessments que medem satisfação do colaborador – geralmente aferido de uma pesquisa de clima organizacional e o assessment de engajamento.

Pessoas satisfeitas em seu ambiente de trabalho não são, necessariamente, pessoas engajadas em um esforço extra. No entanto, o inverso é verdadeiro. Pessoas engajadas sempre estão satisfeitas e felizes no trabalho.

Portanto, se você deseja saber grau de engajamento das equipes, deve usar um assessment específico para engajamento. Um exemplo, é a pesquisa de engajamento da Gallup, pioneira nos estudos de engajamento mundiais.

 

Cultural

A avaliação da cultura é um processo que ajuda as companhias a diferenciar entre a cultura ideal e a cultura real.

O assessment da cultura envolve a análise das experiências, valores e filosofia de uma organização, que norteiam o comportamento das pessoas em uma organização. No ambiente organizacional, a cultura é baseada em atitudes, crenças e também regras escritas e não escritas que estão em vigor ao longo de um período de tempo.

Toda e qualquer mudança ou estratégia tende a sucumbir diante da força da cultura. Qual a cultura ideal que a organização precisa para crescer e perpetuar-se na sua indústria? Será que a cultura hoje da sua organização é favorável e contribui para a permanência da empresa no mercado? São questões como essa que os assessments de cultura visam analisar.

 

Organizacional

Esse assessment é um diagnóstico, onde identifica-se as forças e fraquezas organizacionais, bem como oportunidades e ameaças. O diagnóstico organizacional, envolve a análise do ambiente externo que pode afetar a organização e concentra-se em profundidade no ambiente interno com o objetivo de identificar fatores relacionados a performance, motivação organizacional e capacidade organizacional.

Em outras palavras, o diagnóstico perpassa pela análise macro de processos, estrutura organizacional, gestão financeira, gestão de pessoas, sistemas de informações, capacidade da liderança e das equipes e respectivos aspectos culturais.

Entender o que funciona ou não, dentro da organização, bem como estabelecer medidas para dirimir ou ajustar aspectos que estão influenciando no desempenho da companhia é um dos objetivos do D.O – Desenvolvimento organizacional.

 

Como os assessments são fundamentais para o bom funcionamento das empresas?

Fazendo o uso correto dos assessments, é possível que o setor de RH aplique as técnicas mais indicadas para o desenvolvimento da organização e dos colaboradores, potencializando habilidades e competências que podem gerar vantagem competitiva para a companhia.

Ao determinar os pontos fortes e fracos da organização e também das equipes de trabalho, torna-se possível direcioná-los melhor, conduzindo um processo de gestão de mudanças mais efetivo e voltado a resultados.

A análise das ações decorrentes dos assessments pode ser feita por meio de indicadores (KPIs), garantindo que as mudanças, realmente, adicionem valor. Entre os benefícios dessa prática mais relevantes para o bom funcionamento da empresa, podemos citar:

  • fortalecimento da cultura da empresa: com colaboradores mais alinhados e engajados ao propósito da companhia, sua cultura interna é fortalecida, fazendo com que os funcionários, realmente, sintam-se satisfeitos em trabalhar na companhia;
  • liderança mais eficaz: os resultados dos assessments permitem que os líderes consigam tomar decisões mais acertadas. Além disso, quando os programas de desenvolvimento também são voltados àqueles que ocupam cargos de liderança, a gestão dos liderados torna-se mais efetiva. Aqui, podemos citar a facilidade do gestor para a resolução de problemas, a abertura de um canal de comunicação entre líder e colaboradores, entre outros benefícios.
  • melhor saúde organizacional: tudo isso abordado até aqui colabora com um clima organizacional positivo e harmônico, sempre, propício ao aprendizado e ao desenvolvimento.

Agora, você já sabe o que são os assessments e como eles são importantes para a saúde de qualquer empresa. Gostou do conteúdo que trouxemos neste post? Então, adicione mais conhecimentos o que já sabe, fazendo o download  do nosso e-book sobre 8 ferramentas poderosas de Perfil Comportamental!

 

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio

[email protected]/[email protected]

 

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!