Equilíbrio entre vida pessoal e profissional: utopia?

O equilíbrio entre vida pessoal e profissional é uma das questões mais pertinentes da nossa época.  Vivemos um tempo em que  as pressões profissionais são intensas, seja você um empreendedor, gerente, um coordenador ou um CEO. Por outro lado, já existe uma conscientização da necessidade de cuidar do bem-estar com o mesmo empenho dedicado aos negócios. 

Administrar bem o equilíbrio entre vida pessoal e profissional não tem sido tarefa fácil para a maioria das pessoas. Especialmente em um mundo com processos tão rápidos. Vivemos correndo contra o relógio e nossos dias parecem passar cada vez mais rapidamente devido à quantidade de atividades que temos para concluir.

Quando estamos com a mente muito ocupada com determinado assunto, não temos tempo para refletir sobre o que realmente é importante. Desse modo, não encontramos a harmonia necessária para assumirmos quem somos e o que queremos.

Se você se identificou com essa situação e também busca um maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional, continue a leitura e confira as dicas que selecionamos para você encontrar o tão sonhado equilíbrio entre vida pessoal e profissional!

Imagine o dia com equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Depois de reconhecer que realmente está na hora de mudar, chegou o momento de você saber o que quer para o seu dia. Quer trabalhar quantas horas por dia? Quanto tempo pretende dedicar à família? Vai fazer algum esporte? Questões como estas podem ajudá-lo a definir como vai dividir seu tempo. 

Se não o fizer, o mais provável é que você continuará buscando o equilíbrio entre vida pessoal e profissional, porque ficará sem saber como organizar seu tempo. O que acontecerá? Vai acabar se dedicando somente ao trabalho novamente. Pegue uma folha de papel e defina quanto tempo quer reservar por semana para as tarefas que seguem abaixo. Não precisa fazer todas, mas aqui estão algumas opções:

  • Trabalho;
  • Família;
  • Fazer esporte;
  • Entretenimento;
  • Renovar seus conhecimentos;
  • Contatar clientes;
  • Organizar o seu dia a dia;
  • Dormir;
  • Rever o seu trabalho;
  • Estudar nos ramos de negócios.

Entenda e gerencie seu próprio tempo

Aprender a gerir o próprio tempo é crucial se você almeja um equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Caso você não consiga dedicar algumas horas para si mesmo e para as pessoas com as quais mantém algum tipo de relacionamento afetivo, você acaba se tornando um workaholic. Este termo surgiu para descrever aquelas pessoas que só pensam em trabalho 24 horas por dia e que parecem que não têm outra coisa a fazer além do trabalho.

Para evitar ser essa pessoa que comentamos acima, você deve planejar as suas horas livres de forma a extrair o maior proveito possível delas. Portanto, aprenda a administrar o seu tempo para conquistar o perfeito equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Cada um de nós possui um tipo de ciclo produtivo, há momentos específicos do dia em que estamos mais dispostos para o trabalho. Muitas pessoas possuem um desempenho melhor pela manhã, se comparado à tarde. Outras, são mais produtivas à noite. Sendo assim, identifique o ritmo do seu corpo, de forma a reconhecer os horários em que você consegue atingir o seu melhor desempenho. Desta forma, você terá uma melhor produtividade e, consequentemente, maior equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Você pode fazer isso criando uma lista de horários e dando notas de 0 a 5 de como produz em tais momentos. Quanto mais alta a nota, melhor você se sente. Em seguida, escolha fazer as atividades mais importantes do seu dia nesses horários e não as mais urgentes.

Programe o seu dia de trabalho

Cal Newport, autor do livro Deep Work,  defende que as pessoas não deveriam utilizar listas de atividades a serem cumpridas, mas sim programar todas as suas tarefas de acordo com um cronograma.

Fazer listas de afazeres não levam em consideração a utilização do seu tempo. Alguma vez você refletiu sobre por que você nunca consegue chegar até o final da sua lista de tarefas? Isso acontece porque você pode facilmente listar 28 horas de atividades, tendo um dia com apenas 24 horas. No final resta a frustração em lugar de mais equilíbrio entre vida pessoal e profissional. 

Você precisa ser mais realista com relação ao que você pode e não pode fazer no seu dia. A melhor forma de fazer isso é priorizar, planejar e criar um cronograma eficiente.  Um cronograma eficiente leva em consideração o que você prioriza em seu trabalho e não as distrações que não geram valor para a sua vida.

Grande parte das pessoas utiliza o calendário para agendar reuniões, telefonemas e consultas no médico. Mas você sabe o que não está sendo agendado? O trabalho que realmente contribui para os seus lucros, que faz você ser reconhecido, que impacta o seu mercado. O tempo com seu filho, com sua família  e para você é igualmente relevante e também precisa ser priorizado em sua agenda. Todo o resto é distração.

Use essencialismo para identificar prioridades

O essencialismo prega reduzir seus compromissos e focar todos os seus esforços em um número reduzido de atividades. O foco não é “fazer mais atividades” e sim “fazer as atividades que “mais importam” para o que você deseja alcançar.

Sugerimos que você leia o livro Essencialismo: a disciplinada busca por menos. Nesse conceito, menos é mais.  Ou seja, o ideal não é fazer mais, é fazer melhor. 

Para isso, é importante aprender a eliminar atividades que tomam o seu tempo, estressam e não geram valor. Aprenda a dizer “não” a qualquer coisa que você considera sem relevância para o seu propósito enquanto líder, gestor e pessoa. Mas, faça isso de forma inteligente, cuidadosa e usando o bom senso para não ser mal interpretado. Ao eliminar uma série de atividades que drenam o seu tempo, conseguirá viver com mais qualidade de vida e entregas profissionais mais consistentes.

Experimente o Princípio de Pareto

Este princípio defende que 20% do que você faz corresponde a 80% dos seus resultados. Se você ocupar seu tempo com 20% das atividades mais relevantes, seu desempenho será muito melhor e você estará à frente de quem está sempre com uma enorme lista de coisas a fazer.

Finalmente, entenda que uma vida saudável não significa somente sair do trabalho no horário certo. Na verdade, exige uma análise profunda das suas necessidades, do que te faz feliz e de quais valores são importantes na sua vida.  Avalie os seus hábitos, a sua rotina e os seus pensamentos. Ao entender isso, você poderá alcançar, com mais facilidade, o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal. A prática do essencialismo vai te ajudar bastante nesse tópico.

Amplie sua perspectiva

Uma armadilha é restringir o seu círculo social aos colegas de trabalho. Estreitar laços com aqueles com quem você compartilha a maior parte do tempo do seu dia é saudável. Mas, você corre o risco de acabar sem perspectiva. Ou seja, conversando sempre sobre temas recorrentes do ambiente de trabalho.

O melhor é expandir o seu círculo social. Saia e explore lugares fora da sua zona de conforto. Conheça lugares diferentes dos locais onde seus colegas de trabalho sempre fazem happy hour, na sexta-feira. Amplie sua perspectiva conhecendo pessoas de áreas distintas da sua e que pensem diferente de você. Dessa forma, você ampliará a sua visão de mundo, pensará em tópicos diferentes e se tornará capaz de ver o panorama maior no qual está inserido, enquanto cidadão e membro de uma coletividade. Uma visão de mundo ampliada aumenta o nosso entendimento e sabedoria, reduz o estresse e melhora nossa qualidade de vida.

Separe o tempo da jornada de trabalho 

Sabemos que, às vezes, é impossível não levar algum trabalho para casa. Nem que seja para ler algo sobre determinado assunto ou preparar uma apresentação importante. Entretanto, o ideal para manter o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional é não levar o trabalho para casa, e vice-versa! Exceto, se você acordou um modelo home office como forma de buscar mais qualidade de vida.

Porém, nesse caso, é uma outra questão, porque você está efetivamente trabalhando em casa, e não fazendo uma dupla jornada. Separe os horários do trabalho e da família, com rigor, senão a sua vida pode virar um caos.

Assim como é positivo e saudável restringir a sua atuação profissional ao ambiente de trabalho,  também é importante manter uma conduta apropriada no contexto profissional. Isso significa não levar qualquer problema pessoal para o ambiente corporativo.

Quando estiver em casa, por exemplo, resista à tentação de ficar olhando seus e-mails e mensagens relacionadas ao trabalho.  Deixe o seu smartphone um pouco de lado para não se tornar um funcionário em stand-by 24 horas. É claro que existem certos tipos de atividades que exigem uma maior disponibilidade do profissional. É normal estar disponível em determinados horários para resolver algumas situações, emergências ou demandas específicas.

Valorize o seu trabalho e empenhe-se na conquista do equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Dedique tempo aos seus projetos pessoais

Evite limitar o seu tempo à vida profissional. Quando estiver de folga, não gaste o tempo com futilidades. Descubra um hobby novo, pratique um esporte que nunca tentou antes ou dedique-se a um curso diferente e expanda seus horizontes. E meditação, já experimentou? É excelente para manter o seu equilíbrio, a saúde e aumentar o foco.

Essas atividades, além de ocupar o seu tempo livre de forma produtiva, também criam espaços de sociabilidade, que não existiriam se você apenas trabalhasse o dia todo e depois, gastasse todo o seu tempo vendo Netflix até a hora de dormir.

Consumir entretenimento não é algo negativo, no entanto, cuidado para não esvaziar a sua vida com o “ócio alienante”, em lugar de enriquecê-la com o “ócio criativo”, como disse, Domenico Di Masi. Este é o inimigo número um de quem busca o equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Equilíbrio entre vida pessoal e profissional

Precisamos aprender a nos reinventar mais do que qualquer outro momento na história da humanidade. Temos necessidade de uma vida equilibrada, em um mundo em mudanças rápidas, com pressão desmedida, e muitas vezes, necessária; para obter resultados sustentáveis, rapidamente. 

Nunca foi tão importante cuidar de si e encontrar um propósito maior nas atividades diárias. Sentir satisfação e bem-estar vai além de realizar atividades que gosta. Muitas pessoas fazem o que gostam e estão adoecendo. Em suma, o equilíbrio entre vida pessoal e profissional é uma necessidade e está longe de ser algo utópico. É possível sim, quando há vontade e planejamento envolvidos. O trabalho não precisa necessariamente atrapalhar a sua vida social. Ele não deve, tampouco, atrapalhar os seus relacionamentos afetivos.

Fuja de algumas armadilhas: o excesso de trabalho, a falta de atividades de lazer, o isolamento social, a ausência do diálogo com as pessoas que são importantes em sua vida e jamais abra mão do tempo que transforma você em alguém melhor, todos os dias. Cuide-se! Reivente-se!

Se você gostou deste artigo, vai gostar também de saber o que você pode aprender com a neurociência para ter mais produtividade!  

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio

Compartilhe essa postagem:
Comentários

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!