Times de Alta Performance: Como construir uma equipe vencedora

Por que times de alta performance? Para muitas pessoas, a primeira resposta está atrelada aos resultados financeiros proporcionados por essas equipes, bem como no diferencial competitivo que ela traz para o negócio.

No entanto, a construção de times de alta performance é ainda mais essencial para o colaborador. Quando as pessoas atingem esse nível de eficiência e interação, elas recebem do time uma verdadeira carga de energia, complementariedade de competências e muito aprendizado.

O fato de alcançarem juntos resultados extraordinários cria um sentimento de competência e realização que é essencial para o senso de valor pessoal. Além disso, pertencer a um grupo vencedor produz um efeito psicológico que faz os colaboradores terem prazer em encarar os novos desafios a cada dia.

Portanto, construir times de alta performance é positivo tanto para a empresa quanto para o funcionário, por isso é importante que os líderes saibam como fazer isso. Se você lidera uma equipe, acompanhe esse post com atenção.

As características de um time de alta performance

Mas o que é, exatamente, um time de alta performance? resumidamente, podemos afirmar que é um grupo de pessoas que trabalham realmente juntas para atingir um objetivo em comum e conseguem alcançar resultados extraordinários.

Para que isso aconteça, é fundamental que essas pessoas:

Tenham uma visão do quadro geral

Times de alta performance não cumprem simplesmente suas obrigações específicas. Eles entendem o cenário geral (interno e externo), trabalham alinhados aos objetivos estratégicos da companhia e entendem como cada participação individual contribui para atingi-los.

Criem soluções inovadoras

Essa visão do quadro geral permite que elas identifiquem quando é possível “seguir a cartilha” e quando é necessário pensar fora da caixa. Nesses casos, elas criam soluções inovadoras que as ajudam a se adaptarem às circunstâncias rapidamente para obterem excelente performance e ótimos resultados.

Sejam engajados

É muito mais comum falarmos em proatividade, mas não em como cada um desses “indivíduos proativos” consegue um nível de interação e engajamento relevante com a equipe da qual faz parte.

O engajamento compreende um nível tão profundo de interação que potencializa os esforços individuais. Pode ser resumido na máxima de que “o resultado é maior que a soma das partes”.

Vamos pensar em um exemplo prático: nos esportes, quando vemos um time verdadeiramente engajado, suas jogadas são tão sincronizadas e efetivas que temos a impressão de que há muito mais jogadores em campo. O mesmo acontece nas empresas, onde os times de alta performance são muito mais produtivos e efetivos. 

O engajamento depende fortemente do comportamento do líder do time. Segundo dados da Gallup, 70% do engajamento das pessoas depende da atuação da liderança.

Como formar um time de alta performance

É importante destacar que a formação de times de alta performance é resultado de duas ações. A primeira delas –  formação, diz respeito à possibilidade de captar e reter as pessoas certas, as mais capacitadas a desempenhar suas funções e com o fit cultural apropriado para participar do time.

A segunda ação – construção, requer o desenvolvimento eficaz dessa equipe. E nesse caso a liderança é a grande catalisadora do processo de construção e desenvolvimento on the job.  Essa responsabilidade não é da área de RH, como pensam alguns gestores.

Todo gestor sonha com times de alta performance. Descubra como eles podem ser construídos e quais são os comportamentos do líder que potencializam seus resultados.

Entenda melhor as ações essenciais para a formação de um time de alta performance:

 

Capte talentos complementares

Um time de alta performance não é constituído por uma soma de indivíduos iguais. Ele precisa de diversidade para que as habilidades complementares os tornem capazes de realizar qualquer projeto.

Os grandes líderes são capazes de reconhecer e valorizar esses talentos individuais. Mais que isso, são capazes de alocá-los devidamente nos projetos, permitindo que realizem atividades compatíveis com suas potencialidades.

Gere um senso de propósito

Comprovadamente, os times precisam ter um propósito comum compartilhado para que remem na mesma direção. E cabe a liderança despertar e inspirar o propósito do trabalho.

Todos nós, de alguma forma, desejamos fazer parte de algo maior do que a atividade que realizamos diariamente. É muito difícil fazer as pessoas se sentirem motivadas quando pensam que são uma engrenagem de uma máquina criada para que alguém ganhe dinheiro.  O lucro é efeito e não um fim em si mesmo.

De forma consciente ou não, cada negócio gera um impacto na sociedade. Sua missão deve apontar para esse propósito maior e inspirar seu time a persegui-lo com afinco.

Transforme as contratações em tarefas coletivas

Se o novo membro trabalhará com todo o time, por que fazer de sua contratação uma tarefa de responsabilidade exclusiva do líder? Convenhamos que seria mais coerente envolver todos nesse processo.

A participação do time deveria começar antes mesmo da contratação. Em uma reunião, eles deveriam expor o que sentem que falta na equipe para que façam um trabalho cada vez mais excelente.

Desta forma, eles podem definir a descrição da vaga de forma compatível com suas necessidades e podem ajudar também depois, no momento da escolha do candidato. O perfil comportamental é muito importante para alcançar a sinergia necessária para a alta performance.

Defina papéis e processos cruciais

Muitos conflitos podem surgir porque as pessoas têm visões diferentes quanto o que deve ser feito, quem deve realizar e como fazer. Quando o líder estabelece os papéis claramente e define os processos com precisão, esse tipo de problema tende a desaparecer.

Fortaleça os relacionamentos

A sinergia é fortalecida quando as pessoas que trabalham juntas possuem um forte relacionamento. Isso não significa que, necessariamente, elas precisam ter um happy hour semanal ou participar do churrasco de final de semana.

Porém, é importante que elas tenham oportunidades para realmente se conhecerem. Isso desenvolverá a empatia, tornando os membros capazes de compreenderem o ponto de vista uns dos outros, respeitá-los e admirá-los.

O contato frequente também favorece a livre comunicação. Nos sentimos mais à vontade para compartilhar nossas verdadeiras ideias e percepções com pessoas das quais nos sentimos próximas.

Também não podemos nos esquecer que uma das necessidades básicas apontadas por Maslow em sua clássica pirâmide é a de pertencer a um grupo. Mais recentemente, David Rock, neurocientista comprovou que a necessidade social ou de inclusão são tão básicas e necessárias quanto comer, dormir ou fugir e um predador.

Quando o líder consegue esse entrosamento entre os membros do time, ele tem o quadro ideal não só para atingir resultados extraordinários, mas principalmente para promover o bem-estar dos indivíduos.

O papel do líder na condução de um time de alta performance

Sempre vale a pena lembrar que um time de trabalho é reflexo de seu líder. Joseph Folkman relatou, em um artigo para a Forbes, um estudo recente sobre o comportamento da liderança e o comprometimento dos colaboradores.

Ele fez um levantamento de 15 comportamentos que foram agrupados entre 5 dimensões. Nas equipes em que os líderes obtinham um baixo score nesses comportamentos, apenas 13% dos membros eram realmente comprometidos.

Porém, nas equipes em que o líder foi considerado excepcional nessas cinco dimensões, o índice de engajamento do grupo era de mais de 70%. Além dos resultados, você pode imaginar que a atmosfera de um time como esses é altamente positiva e contagiante.

Devido à nossa experiência, fizemos uma leve adaptação nessas dimensões. Quer saber quais são elas? Confira!

  1.  Inspirar mais que dirigir o time

Existem gestores que acreditam que podem “empurrar” seus times para a ação. Na verdade, não é assim que as pessoas funcionam no mundo corporativo. Em primeiro lugar, o líder precisa assumir o papel de estar à frente no campo de batalha.

Isso não significa deixar-se absorver pelas tarefas operacionais. Se isso acontecer com frequência, ele falhará em sua função estratégica. O que está em jogo, aqui, é a capacidade do líder entusiasmar o time.

Não se contagia as pessoas com uma posição ou cargo, mas pela inspiração. O líder deve entusiasmar sua equipe usando a comunicação de maneira poderosa. Ele aponta para uma visão maior, que faz com que os colaboradores queiram executar suas tarefas, e da melhor forma possível.

Portanto, essa inspiração é fundamental para que as pessoas sintam que têm uma missão pessoal a desempenhar por meio de seu trabalho. As ações da liderança, mesmo quando pequenas, são extremamente relevantes para a empresa.

  1.  Solucionar conflitos e fomentar a cooperação

Onde há pessoas, surgem conflitos. Essa situação é perfeitamente normal. O que não pode acontecer é que esses problemas sejam ignorados até adquirirem uma dimensão capaz de causar uma ruptura no time.

É papel do líder entender e solucionar essas diferenças rapidamente, restaurar os relacionamentos e promover a cooperação. Apoiar-se apenas na expectativa de que pessoas maduras resolvem suas próprias questões é um equívoco.

Além de solucionar conflitos, o líder pode preveni-los. Quando ele molda uma cultura organizacional clara, as pessoas sabem exatamente que diretrizes seguir. Mais que isso, quando a empresa se posiciona a respeito de uma questão, os envolvidos percebem que o “julgamento” foi objetivo, e não baseado em preferências pessoais.

  1.  Estabelecer metas desafiadoras

Pessoas comprometidas querem desafios. Elas sabem que nunca alcançarão a grandeza se fizerem apenas aquilo que outros já fazem. Por isso, para motivá-las é preciso estabelecer metas que as façam sonhar, cuja realização demonstre toda sua capacidade e competência.

Isso mostra o quanto o líder precisa ser hábil. Ele precisa, literalmente, “subir a régua” do time. Porém, existe uma linha tênue entre desafio e pressão. Para ter uma equipe motivada, é preciso que ele contagie as pessoas com o propósito e com o sonho. A pressão funciona para medidas de curto prazo, mas a médio e longo prazos as equipes ficam extenuadas e baixam o desempenho. 

  1.  Investir no desenvolvimento de pessoas

É irrelevante estabelecer metas desafiadoras se os colaboradores não têm condição de atingi-las. No mundo corporativo, nem tudo se resolve com trabalho duro e força de vontade. Esses elementos são grandes propulsores do sucesso, mas muitas vezes é preciso ter conhecimento.

É por isso que o líder de times de alta performance se empenha em prol do desenvolvimento das pessoas de sua equipe de trabalho. Ele aponta caminhos de aprendizagem interna, agindo como como um coach e, às vezes, como um mentor, quando indica e facilita oportunidades de aprendizagem externa, tornando seu grupo apto a enfrentar os desafios de forma cada vez mais eficiente.

  1. Conquistar a confiança

É importante lembrar que a liderança acontece por meio da inspiração. Ela não depende simplesmente do cargo que o líder ocupa, mas principalmente dos motivos que as pessoas têm para admirá-lo e, consequentemente, confiar em sua direção.

Por isso, o primeiro passo é justamente conquistar a confiança do time. É esse sentimento que vai levar a equipe a abraçar suas metas, andar a segunda milha e fazer qualquer esforço necessário para o sucesso de um projeto.

Confiança, por sua vez, se conquista com três pilares: relacionamento, conhecimento e consistência. Invista neles e tenha um time engajado.

Enfim, construir times de alta performance é o objetivo e dever de todos os líderes. Você está preparado? Conheça como podemos ajudá-lo na construção de times de alta performance.

Gostou do artigo?  Assine agora mesmo nossa newsletter e nós avisaremos sempre que um novo post estiver disponível. Inscreva-se!

 

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio 

[email protected]/[email protected]

 

Referências bibliográficas

https://www.forbes.com/sites/joefolkman/2016/04/13/are-you-on-the-team-from-hell-5-ways-to-create-a-high-performance-team/#23483cb87ee2

https://www.forbes.com/sites/theyec/2013/06/07/five-ways-to-build-an-effective-team/#37d1765ae0ad

https://www.entrepreneur.com/article/295716

https://www.ksl-training.co.uk/free-resources/team-building/high-performance-teams-guide/

https://www.forbes.com/sites/forbescoachescouncil/2016/10/14/13-characteristics-of-a-high-performing-team-and-how-leaders-can-foster-them/#21b0d649394a

https://www.leadershipthoughts.com/5-tips-for-leading-high-performance-teams/

https://www.inc.com/resources/leadership/articles/20070101/musselwhite.html

https://www.mckinsey.com/business-functions/organization/our-insights/high-performing-teams-a-timeless-leadership-topic

Compartilhe essa postagem:
Comentários

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!