Qual a sua estratégia para o campeonato?

Se você é  empresário, executivo ou funcionário deveria, neste momento, pensar sobre qual estratégia de jogo garantirá a vitória. Se você ainda não pensou ou se preocupou sobre em qual jogo você está e qual a estratégia a adotar, talvez, você esteja quase fora desse jogo ou até já tenha perdido a partida. De que jogo estamos falando? Do mundo dos negócios. Quer você queira ou não, há um campeonato  com inúmeras rodadas e competidores, cujo cenário é chuvoso e o campo pesado, onde derrapar com a bola é a tendência natural para quem não se preparou para jogar. Não pense que nesse cenário desfavorável  só há perdedores, se assim fosse, em tempos ensolarados, todos seriam campeões, e não é isso o que acontece. Na prática, independentemente do cenário, o que irá determinar quem vence nos jogos e leva o campeonato são basicamente quatro aspectos:

  1. O jogo interno: Timothy Gallwey disse que o que determina se você ganha ou perde não é quem está do outro lado da quadra ou do campo, é o que você pensa durante o jogo. As pesquisas comportamentais já comprovaram que pensamentos geram sentimentos e estes geram ações. Essas ações determinam nossos resultados. O placar é um resultado, é um efeito. O nível de energia necessário para ganhar o jogo,  se é alto ou baixo, dependerá das suas crenças a respeito do jogo, dos competidores, das estratégias, do cenário, dos jogadores… E se o que você pensa drena a sua energia, será impossível ganhar o jogo, pois o jogo empresarial ou da vida requer muita, muita, muita energia para vencer. O seu jogo interno baixa ou aumenta a sua energia para o jogo?
  2. As estratégias: representam como você jogará o jogo. Qual mapa criado o levará a competir com igualdade no cenário atual? Por qual placar todos precisam jogar? Qual a proposta de valor (o espetáculo que será entregue ao seu público)? Quais os objetivos dos processos transacionais que garantirão essa entrega de valor aos clientes? Quais objetivos relacionados à equipe, tecnologia e cultura capazes de suportar  os processos e viabilizar a execução com maestria para que o espetáculo aconteça? Como medirá cada objetivo estratégico e o impacto deles com o público e no placar do jogo? Quem são os responsáveis por cada objetivo? Qual o plano para atingir cada objetivo?
  3. A preparação dos jogadores e do técnico para executar a estratégia: será impossível competir à altura dos melhores concorrentes sem a equipe preparada e engajada no jogo. A preparação inicia no jogo interno e perpassa obrigatoriamente pela preparação física e técnica. Para engajar, a comunicação e os comportamentos do líder  têm papel fundamental. Os jogadores se empenham mais quando têm uma conexão emocional positiva com o líder, em um ambiente de desafio. Se o desafio for esquecido, você terá um ambiente improdutivo, um líder “bonzinho” e jogadores incompetentes. Seus jogadores estão preparados? E o técnico? A equipe técnica?  Você tem um time em campo ou jogadores individuais? Quais serão os treinos individuais e coletivos?
  4. Medição constante: a medição possibilitará corrigir o rumo do jogo se for necessário. É o meio pelo qual validamos se as estratégias são coerentes ou se será preciso mudar tudo durante a partida. Se é um jogo, há uma lógica que precisa ser entendida antes que o tempo acabe. Essa lógica é entendida pelos números, os efeitos gerados durante a partida: número de passes, percentual de perda de bola, número de gols, número de faltas… se esses indicadores são analisados minuto a minuto, você poderá observar as tendências e será possível adotar medidas, fazer experimentações  importantes que gerarão aprendizados que podem ser determinantes para a vitória.

No jogo empresarial e da vida são os aprendizados que farão a diferença na próxima jogada. Enquanto o aprendizado inexistir, você  repetirá as mesmas estratégias, e o resultado será exatamente igual. Como aprender? Desapegue-se do que você já sabe e, assim, dará o primeiro passo para enxergar o que os outros não veem, fazer o que os outros não fazem e ganhar o campeonato.

Até a próxima semana!

Lília Barbosa [email protected]

Creoncedes Sampaio[email protected]

Leia também:

Três estratégias diferenciadoras da Zappos

Como aumentar a efetividade da sua liderança

Eficiência operacional combinada com comportamentos de alto desempenho

 

Compartilhe essa postagem:
Comentários

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!