Coaching de Negócios: o poder do alinhamento estratégico

As empresas que fazem um realinhamento estratégico melhoram não apenas seus resultados,   tornam-se capazes de sobrepujar tempos difíceis em seus mercados de atuação.

O coaching de negócios “business coaching” é um processo que promove o alinhamento organizacional com vistas ao aumento da lucratividade.

Foi realizada uma pesquisa com 45 empresas ao redor do mundo para identificar o modelo adotado por organizações que independentemente dos desafios enfrentados, que quase as levaram à bancarrota, tornaram-se fortes e modelos de excelência, enquanto a maioria sucumbiu. Douglas Ready e Emily Truelove, identificaram  nesta pesquisa, vários elementos que associados chamam de ambição coletiva. É o alinhamento de todos na organização sobre a intenção estratégica: propósito, visão, valores, metas e marcos, prioridades estratégicas e operacionais, promessa da marca e comportamentos dos líderes.

Quando a empresa consegue não apenas identificar e descrever, mas de fato viver pela sua ambição coletiva ou intenção estratégica; consegue despertar o engajamento dos funcionários e ainda aumentar a lucratividade em mercados onde a maioria não acha saída para a sobrevivência. Imagine, a adoção desta mentalidade em mercados prósperos ou cenários econômicos favoráveis, pode ser a chave para retenção de funcionários considerados “tropa de elite”, pessoas que trabalham imbuídos de um significado maior e que geram resultados extraordinários. Segue um paralelo dos elementos citados pelos autores, enriquecida por definições provenientes de nossa experiência prática no ambiente organizacional, além do contraponto relacionado ao trabalho de coaching de negócios:

1) O propósito está vinculado ao significado de existência da empresa. É o que traz sentido às suas atividades centrais. Para os autores, é o mais importante de todos. Em um processo de coaching de negócios, a construção do propósito é o ponto de partida para identificar os elos emocionais e filosóficos que criam vínculos para o trabalho significativo e contribuição coletiva genuína. Se a empresa sustenta um propósito forte, vívido, passa a ser um dos pilares mais fortes para a disciplina da execução.

2) A visão representa um grande desafio a ser alcançado em um determinado período. No coaching de negócios a visão requer precisão e medida. Além do prazo, é preciso que este desafio seja traduzido de forma mais especifica possível.

3) A identificação  dos objetivos e marcos definem o caminho  que levará a empresa a atingir a visão. No coaching,  a visão é a meta final. Ela é dividida em  várias metas de processo (marcos). Cada marco precisa ser espeçifico, mensurável, relevante e ter um prazo. Na mensuração é indispensável a utilização de indicadores que mostre a tendência de atingir ou não, possibilitando realinhamentos da estratégia. A metodologia do Balanced Scorecard é pertinente e de grande valor no processo, bastante utilizada em processos de coaching de negócios.

4) A promessa da marca é a clara definição da experiência (proposição de valor) que será proporcionada pela empresa aos  stakeholders (clientes, fornecedores, funcionários, órgãos reguladores e parceiros)

No coaching de negócios fica muito claro que  se ao final da cadeia não for gerado valor para aqueles que se relacionam com a empresa, perde-se competitividade e longevidade. A clareza da proposição de valor é fundamental pois será consequência de toda a estratégia da organização, sem ela perde-se o foco.

5) Os valores são os norteadores éticos vividos e defendidos na organização. Na vida real,  expostos em quadros emoldurados junto com a missão e visão, proclamados e geralmente não vividos. Em coaching, os valores são usados para mobilizar a mudança cultural da organização, há a identificação dos valores centrais da organização, aqueles que estão nas entranhas organizacionais e são de fato reais, ilustrados e evidenciados por histórias reais contadas. A mobilização da mudança por meio dos valores além de ser efetiva, gera maior bem estar, porque traz um sentido, sincronia  e alinhamento no processo de mudança.

6) Os comportamentos dos líderes retratam como se comportam no dia a dia, quais os comportamentos são desejados para o alcance da estratégia. Aliado a coaching de negócios, o coaching executivo trabalha fortemente o desenvolvimento de líderes individualmente ou em times, com foco na estratégia organizacional. São eles que atam ou desatam os elos emocionais instituídos no propósito, e os elos racionais, da visão. São eles que podem ou não criar uma cultura de alto desempenho. Sem eles, a estratégia não funciona.

Fazer o alinhamento estratégico é condição necessária para qualquer organização que busca a diferenciação e longevidade no mercado, independentemente dos resultados atuais, se são sofríveis ou geradores de caixa. Repensar o negócio numa perspectiva Toyota de que nada é tão bom que não possa ser melhorado aliada a abordagem de coaching de negócios, pode trazer ganhos surpreendentes.

Lília Barbosa e Creoncedes Sampaio

Master Coaches e Sócios diretores da Cozex

Voltar para artigo da semana

Outros artigos que você pode gostar: