A força do significado

O significado representa a essência do porque fazer ou não fazer alguma coisa. É o que dá sentido a tudo que se faz na vida. É o que dá a cor, o tom, o ritmo da vida. A vida sem o significado fica em preto e branco. No Japão utiliza-se o termo Ikigai que significa ter algo que vale a pena viver. O significado é algo muito maior do que ganhar dinheiro, ele está correlacionado ao legado, as contribuições que você deseja deixar ao longo da sua vida para os outros e ao meu ver, também está intrinsecamente atrelado ao fluxo, o quanto você flui ao realizar algo que gosta de fazer e utiliza ao máximo suas forças e virtudes. Nietzche já disse: “Quem tem porque viver pode suportar quase como”

Viktor Frankl, escritor e psiquiatra sobrevivente de Auschwitz, descobriu a  logoterapia. A terapia que analisa a frustração do desejo de sentido e significado. A logoterapia  confronta a pessoa com o seu sentido da vida para torna-lo consciente dele e assim realinhar a sua própria vida e superar dificuldades.

Em seus estudos, observou que os companheiros de concentração que morriam,  por conta de doenças ou suicídio, provavelmente tinham como causas o fato de que estas pessoas tinham desistido de viver, tinham entregado os pontos. Isso  significa que tinham perdido o significado da vida. Segundo Frankl a busca pelo sentido é uma motivação primária do indivíduo, exclusiva e específica que só pode ser cumprida pelo próprio indivíduo.

O significado gera força de realização e aumenta a sua capacidade de resiliência diante dos obstáculos. A resiliência é um termo da física que representa a capacidade de resistência de um material que é colocado sobre pressão, se distende e depois retorna estado original. A resiliência faz o mesmo em seres humanos, independentemente do grau de pressão, estresse, trauma ou sofrimento passado, é possível retornar à sua essência, seu estado de ser original, se esta força for desenvolvida. Caso não seja desenvolvida, qualquer desalento mais forte poderá deixa-lo impotente diante da vida, alvo fácil para as intempéries deste mundo. Então, encontrar e viver por um  significado, pode torna-lo:

1) Forte –  Como um bambu, árvore que suporta os ventos, se curva adaptando-se à tempestade e não se quebra. Pesquisas indicam que o senso de propósito e significado torna o ser humano mais apto a enfrentar intempéries e vencê-las.

2) Persistente –  Isso acontece porque você sabe que a essência do que você faz não está naquele revés, é maior que ele e sendo assim, é apenas uma etapa que se cumpre e não o fim da linha. Então, não há desistência do objetivo e sim reavaliação das estratégias.

3) Crédulo – o significado trás uma crença inabalável na esperança de que é possível. A crença em sua capacidade de alcançar algo é uma força determinante para alcançar seus objetivos. Isso, por sua vez, gera otimismo. O otimismo está correlacionado cientificamente com saúde e baixa vulnerabilidade às doenças, sobretudo cardiovasculares, longevidade e bem estar.

4) Realizador – O combustível da capacidade de realização é o esforço dispendido para se concretizar algo e este gasto de energia só vale a pena se tiver um sentido, o significado mobilizador, caso contrário, utilizamos nossa força de forma econômica ou simplesmente não a utilizamos.

5) Responsável – O sentido da vida está correlacionado com a responsabilidade que cada um assume diante da vida acerca da sua existência e da contribuição para com o outro, que transcende e muito o benefício dado a si próprio.

Diante disso, você sabe qual significado da sua vida? Qual o significado do seu trabalho? Porque você faz o que faz todos os dias? Além de saber o significado da sua vida, você de fato vive por ele, experimentando todos os seus valores?

Se não houver clareza nas respostas, pode haver o vazio existencial que pode ainda não ser percebido, por estar sendo preenchido com o hedonismo (a busca pelo prazer imediato em detrimento do esforço do hoje, para receber gratificações maiores no futuro).

Lília Barbosa

Master Coach e Sócia Diretora da Cozex

[email protected]

Voltar para artigo da semana

Outros artigos que você pode gostar: