3 Verdades sobre vendas que ninguém teve a coragem de te contar

Neste artigo descrevemos 3 verdades que transformarão definitivamente o seu conceito de vendas, mesmo que você não goste de vendas ou acredite que não precisa “vender”

A primeira verdade

Se você está vivo, deseja ter voz. De que voz falamos? Não se trata da sua fala, trata-se da sua capacidade de ser escutado. Falar é fácil para a maioria das pessoas, mas poucas despertam no outro, a vontade de ouvi-las. Fazer com que o outro compre as suas ideias, sem empurra-las goela abaixo, representa a sua voz. Essa é a voz que encanta e conquista o direito de falar, ao sintonizar profundamente com a necessidade do outro.

Sem vendas, as pessoas não escutarão a sua voz. Você pode falar, gritar, esbravejar e fazer qualquer coisa, elas ficarão perplexas, assustadas, enraivecidas, amedrontadas, mas não compreenderão a sua voz. Ninguém compra o que não compreende. Por isso, a sua autoridade na empresa, na família ou junto aos amigos é diretamente proporcional a sua voz, em cada ambiente. A sua autoridade advém das ideias que você conecta na mente das pessoas. Quanto mais pessoas forem influenciados pelas suas ideias, mais respeito, autoridade e notoriedade você terá. Talvez, você esteja pensando que vender ideias seja diferente de vender um produto ou serviço. Se for este o seu raciocínio, o seu conceito de vendas está errado. As pessoas não compram o produto ou o serviço em si, elas compram a ideia, o conceito por trás desse produto ou serviço.

A segunda verdade

Todas as pessoas, independentemente do que fazem, vendem, por mais que detestem vendas. O que mais nos preocupa é que tem muita gente por aí se vendendo mal, enquanto pensam que suas atividades não tem nada a ver com vendas. Vamos fazer um exercício básico? Ao pensar na palavra vendedor, o que vem à sua cabeça? Por acaso, são palavras como: profissional, vencedor, conquistador ou são palavras como mentiroso, enrolão, falso? Esse pequeno teste é suficiente para saber se você vende bem ou vende mal. Se a sua resposta estiver relacionada com palavras positivas, provavelmente, você gosta de vender suas ideias e o faz conscientemente. Se as palavras forem negativas,  talvez você desconheça  que a venda é necessária à vida. 

A venda mais difícil de todas e a mais desafiadora é a venda que você faz para si mesmo. Todos os dias você faz escolhas baseadas nessa venda. Vamos testar mais uma vez? Responda a pergunta: O que você faz neste exato momento é o que deveria fazer, segundo as suas escolhas? Sim ou não?

Se sim, você sabe vender a si mesmo, pelo menos nesse aspecto. Se não, significa que nem você compra a sua própria ideia! Você não tem argumentos para conquistar a si próprio, imagine as pessoas que lhe rodeiam? Muitas pessoas não aprenderam a vender para si mesmas, imagine para os outros… por isso, queixam-se dos seus relacionamentos profissionais, da estagnação da carreira, dos resultados medíocres obtidos nas equipes de trabalho ou até mesmo da vida pessoal. Seja qual for a sua realidade, aceite a verdade que você vende, mesmo quando está com a boca fechada. Aprender a vender para si mesmo é ser capaz de realizar o que se propõem, nem mais, nem menos. Fazer isso é indispensável na arte de viver de bem com a vida. As expressões “Eu quero muito fazer isso, mas não consigo”, “Eu tento, mas é tão difícil fazer…”, “Eu quero, mas não tenho tempo”, são típicas de quem não comprou a sua própria ideia de mudança.

A terceira verdade

A venda é um processo, não é um evento. Um evento é uma situação que ocorre uma vez, sem continuidade. Os eventos isolados não conectam emocionalmente as pessoas envolvidas. Enquanto o processo é uma sucessão de eventos, tem início, meio e fim, com um objetivo definido. O processo quando bem conduzido, cria-se vínculos emocionais positivos. Por exemplo, despertar o interesse inicial em uma conversa não lhe dá a permissão para ao final desta conversa, fazer um pedido de casamento, porque foi apenas um evento. Para que a venda se concretize e exista um relacionamento, é preciso um processo, com várias etapas. Se você desconhece ou desconsidera as etapas, o resultado será frustrante. O final feliz é construído em cada interação, cada abordagem é uma oportunidade única para despertar o interesse, conhecer, identificar necessidades, validar as ideias, antecipar as objeções e trabalhá-las para garantir que o outro, do ponto de vista dele, dentro de suas reais necessidades e interesses, compre as suas ideias e o agradeça pela oportunidade de perceber o que, antes, não conseguia enxergar.

Em suma, sem as habilidades de vendas, não há relacionamentos, novas oportunidades, negócios, carreira ou casamento de sucesso. Assim, vender é uma arte tão importante quanto viver de bem com a vida. Entender, aprender e aceitar as três verdades construirão relacionamentos que abrirão portas e janelas, em ambientes, onde apenas o dinheiro, jamais conseguirá abri-las.

Um abraço! Até o próximo artigo!

Lília Barbosa & Creoncedes Sampaio

[email protected]

[email protected]

P.S. Se deseja desenvolver as habilidades de vendas para impactar positivamente a sua vida, carreira ou negócio, no dia 14 de Dezembro, haverá o curso Sucesso em Vendas. Metodologia criada por Brian Tracy, o maior especialista em negócios e vendas do mundo. Contate-nos para receber as informações completas: 11-3230.4961  81-34214672  81-997299798 

Compartilhe essa postagem:
Comentários

Deixe seu comentário

Quer saber mais sobre a Cozex? assine nossa newsletter!