Quem Somos Nós

A partir de uma abordagem multidisciplinar como física quântica, metafísica, neurociência e religião, o filme apresenta as novas descobertas científicas para questões existenciais.

Levanta a questão da visão determinista ou fatalista da vida. O Ser humano é o grande protagonista de sua vida e o responsável pelo que ocorre a ele mesmo. O homem tem a capacidade e possibilidade de dar forma a sua vida, através da liberdade ontológica.

Ainda no âmbito científico, o filme aborda como a neurociência mostra que para o corpo não há diferença entre experiência real e um sonho ou fantasia. Como podemos nos acostumar com a realidade tal qual a experimentamos a primeira vez. Novas experiências podem ser tão desconcertantes que escapam aos sentidos imediatos, mas quanto mais nos expomos a algumas situações, mais nosso corpo se adapta a elas.

Do ponto de vista religioso, a constatação da constante interação entre tudo o que existe, fornece certa sustentação da espiritualidade, demonstrando que a existência de Deus não ameaça e tampouco conflita com a razão.

Trata-se de um filme muito interessante, o qual aborda com uma visão sistêmica e multidisciplinar a questão existencial e que nos leva a uma reflexão sobre autoconhecimento e senso de  propósito

Voltar para filmes indicados

Outros filmes que você pode gostar: