Em busca do Sentido

Em busca de sentido

Frankl, relata suas experiências nos campos de concentração nazista, em Auschwits; como sentiu e observou a si e aos outros na situação mais desumanizadora dos campos de concentração, onde permaneceu prisioneiro. Desta experiência extraiu a compreensão do ser humano em seu estado mais puro.

Ele descreve num misto de emoção e apatia esta experiência, e como é possível dizer “sim” à vida, apesar de todos os aspectos trágicos da existência humana e ter coragem de confessar isso, superando a si mesmo.

Na segunda parte do livro, ele descreve as bases da logoterapia, a  terapia do sentido da vida, onde retrata a importância da vontade de sentido. Para ele, as neuroses tem também sua origem a partir de vazios existenciais, quando não há mais sentido do porque viver.

A partir de suas experiências, Frankl, psicólogo, psiquiatra e filósofo,  cria a terceira escola de psicologia após Adler (poder) e Freud (prazer): a logoterapia – a cura através do sentido.

Algumas citações de Frankl, retiradas do seu livro:

“Fundamentalmente, portanto, qualquer homem pode, mesmo sob tais circunstâncias, decidir no que ele deve se tornar – mentalmente e espiritualmente. Ele pode manter sua dignidade humana mesmo em um campo de concentração.”

“Nós podemos descobrir o significado da vida de três diferentes maneiras:

(1) fazendo alguma coisa;

(2) experimentando um valor/o amor; e

(3) sofrendo.”

“O que é então o ser humano? É o ser que sempre decide o que ele é.”

Compartilhe conosco seus aprendizados e reflexões após a leitura deste livro, que indubitavelmente, lhe trará uma nova perspectiva de viver a vida. Clique aqui e leia em PDF.

Participe do Espaço Saber & Ser!

Você gostaria de  contribuir com resenhas de livros  para o Espaço Saber & Ser? Faça seu cadastro completo no site e envie suas contribuições para análise da Equipe Cozex [email protected].

Voltar para livros destaque

Outros livros que você pode gostar: