Autoconhecimento, a base da transformação

Se existe algo que queremos mais do que qualquer coisa no mundo é realmente nos sentir bem com nós mesmos. Queremos ser felizes, tomar decisões assertivas, construir. Temos poder ilimitado de realização, criação, realização e aprendizagem.  Possuímos talentos e habilidades para gozar de uma vida de muito sucesso e plenitude e ao mesmo tempo, medos e bloqueios que se interpõe a esses sonhos. Tomar consciência de nossas potencialidades, talentos, habilidades, motivadores, entender nossos sentimentos, comportamentos, reações e pensamentos é a base do autoconhecimento. Ou seja, é o ato de olhar para si mesmo e encontrar a nossa essência, quem realmente  nós somos.

Quantas pessoas estão em relacionamentos frustrados, exercendo profissões que não amam, tomando decisões baseadas nas expectativas dos outros e buscando a aceitação e  reconhecimento a qualquer preço? Quantas pessoas estão mergulhadas em medos e insegurança, extravasando seus sentimentos de maneira agressiva, distanciando as pessoas e colecionando desaprovações de outras pessoas. Ainda são maiores as pessoas que se sentem vazias, sem um senso de realização e propósito, obtendo resultados muito aquém de suas capacidades.

É neste contexto que  entra o poder transformador do autoconhecimento. Trata-se de um ato de coragem para mergulhar no mundo de possibilidades e recursos  e enfrentar nossos bloqueios e limitações. Tão importante quanto conhecer nossos talentos e pontos fortes, é tomar consciência de nossas emoções negativas e tudo o que nos afasta do que almejamos.

O autoconhecimento eleva a autoestima, amplia a consciência de nossos pontos fortes, talentos e diferenciais. Permite fazer escolhas mais assertivas, pois através da compreensão e definição de nossos valores, sabemos o que realmente importa e o peso de cada decisão. O autoconhecimento favorece viver uma vida de significado, passamos a ter conhecimento de nosso propósito, missão e sentido de existir. Proporciona um maior equilíbrio emocional, por meio do processo de auto observação e reflexão, tomamos consciência da natureza de nossos sentimentos, e com isso, conseguimos intervir para gerar comportamentos mais construtivos.

Quais áreas de sua vida merece mudança? O que está lhe impedindo? Quais os comportamentos e crenças que tem em relação a isso? “Não se descobre terras novas com mapas antigos”

O primeiro passo da mudança é a autoconsciência. A base para qualquer processo de desenvolvimento e evolução.

Você é um ser humano cheio de recursos e possibilidades, pode acreditar!

Um ser único, que possui um conjunto de características e peculiaridades que faz de você um ser inigualável no universo. Já parou para pensar nisso?  A compreensão deste ser magnífico só pode ser feito por uma pessoa: você mesmo. Trata-se de uma tarefa intransferível, que exige disciplina, paciência e determinação, mas que traz resultados inimagináveis.

Em nosso próximo artigo, será abordado algumas ferramentas eficazes para que você dê o primeiro passo em busca da compreensão de si mesmo.

Fique atendo ao nosso espaço Saber & Ser e até lá!

Patrícia Lemos Murta

Personal e Professional Coaching

Career Coaching

Analista Quantica.

[email protected]

Voltar para artigo da semana

Outros artigos que você pode gostar: